sábado, 27 de setembro de 2008

Hikaru Bar e Restaurante


Hikaru Bar e Restaurante.
R. São Valentin, 65
Vl Manchester – SP


Já faz quase um ano que o Illu tava querendo ir nesse restaurante, ele sempre falava, Hikaru, Hikaru e eu sempre pensava que era o da frente a Delegacia de Vila Carrão. Na sexta retrasada ele pegou o endereço e na sexta passada, lá fomos nós, degustar da famosa picanha que todos tanto falam. Não era em frente a delegacia não, hehe. Bom, o lugar fica meio isolado de outros comércios, mas fica fácil encontrar, embora não haja uma placa sequer com o nome do restaurante, (abaixo a ‘lei cidade limpa’). Illu ligou e achamos o local. O lugar é grande, na verdade mais parece uma casa com uma enorme garagem, portão e um grande vidro, podendo então, enxergar o interior do local. Mesmo com a porta de vidro, ou melhor, com o local inteiro fechado com vidro temperado, senti um ventinho vindo de fora, afinal estava muito frio no dia. O local alem de onde estávamos sentados deve ser maior, Hiro disse que tem a parte de fundo, e percebíamos também uma grande clientela subindo as escadas. Deve ser bom, vi uns 4 barman e uns 4 ou 5 garçons e garçonetes. O atendimento é ótimo, não é todo lugar que apenas levantando a mão, os garçons vem nos atender. Não me lembro o nome, mas a bonitinha que nos atendeu foi mais atenciosa ainda, porem o pedido foi feito para o dono da casa. Bom, de entrada tem uns petiscos entre, berinjela com tomate seco, vários tipos de queijo, salames, azeitonas, polvo defumado (muito bom), cebolas enroladas na sardinha entre outros, é cobrado por quilo, você enche o prato, pesa e marca, acho que era R$ 4,00 100 Gr. Exagerei na entrada, e por isso talvez tenha ficado um pouco enjoado. O cardápio é extenso, uma grande variedade de comida entre a especialidade da casa, ficamos curiosos com a “Asinha de frango, recheado com Pernil”. Bom, ficamos sem entender o que era, o dono não quis explicar, acho que era pra ficarmos curiosos e pedirmos, mas no fim acabamos pedindo somente a famosa picanha. Como seria essa picanha (R$ 47,00)? Bom, o rapaz veio com uma bagulhinho com álcool ou algo que pegue fogo, seria tipo daqueles onde é esquentado o “fondue”, porem bem maior, depois trouxe uma chapa de ferro com a picanha inteira fatiada. Picanha inteira fatiada? Sim, picanha inteira fatiada. É uma picanha inteira fatiada. Uma picanha inteira fatiada bem fina, espessura de um palito de fósforo (única coisa que veio na cabeça agora), como a picanha pesava acho que um pouco mais que um kilo, a quantidade de filezinhos, ou fatiados era bastante. Com o bagulhinho de fogo embaixo e com a chapa de ferro quentíssima, bastava colocar a fatia que já estava quentinha, quentinha, tipo, chabu chabu, porem grelhado em vez de cozida. Não sei se vem temperado ou se era apenas fatiada, mas senti falta de sal grosso, embora que venha também acompanhada de vinagrete, farofa e pãezinhos frescos ou esquentadas. O prato é ótimo, a picanha macia, tudo de bom, e a medida deu certinha para três pessoas, acho que se tivéssemos pedido as asinhas, iria sobrar muito. Gastamos R$ 34,00 cada um, entre arroz, missoshiro, tempura de sorvete e chocolate com morango. Boa pedida. Ainda to curioso com asinha de frango, recheada com pernil. Como será que é asinha de frango recheada com pernil? Seria asinha simples de frango recheado com pernil ou asinha de frango recheada com simples pernil? Hahahaa. Hiro, Illusion e konoyaro.
__________________
by: konoyaro®

1 Comentários:

Às 14 de junho de 2012 13:24 , Blogger Lucas Arakaki disse...

Kono, parece não, foi feito em uma garagem, pra ser mais específico, na garagem do meu ojii e da minha obá
by~Tai

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Início